Os jornalistas e a “geringonça”

Vasco Pulido Valente com o azedume e o radicalismo que caracterizam os seus textos de opinião (não confundir com a sua obra científica) resolveu um dia chamar “geringonça” ao PS, na sequência das “primárias” que deram a vitória a António Costa. Paulo Portas apropriou-se da expressão e aplicou-a depreciativamente ao acordo do PS com o PCP e o BE, na discussão do programa do governo.

O presidente do CDS-PP, Paulo Portas, usa da palavra nas Jornadas “Portugal Caminhos de Futuro”, no Porto, 11 de novembro de 2015. O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, o líder do CDS-PP, Paulo Portas e mais de 70 dirigentes de ambos os partidos percorrem em dois dias os 18 distritos em jornadas destinadas a "manter a proximidade com os eleitores e as estruturas dos partidos". JOSÉ COELHO/LUSA

foto JOSÉ COELHO/LUSA

A direita deu-lhe eco em jornais e blogs e o termo contaminou jornalistas, que a usam em textos de opinião, muitas vezes sem aspas, para se referirem ao governo e aos partidos que o apoiam.

Se já é estranho que os jornalistas usem, mesmo em textos de opinião, um termo que nasceu com óbvia conotação negativa, já é incompreensível que o usem em textos noticiosos, como se se tratasse de uma expressão neutra. E a prova de que não é neutra é o facto de, por exemplo, neste texto, ela ser atribuída  aos “detractores do acordo de esquerda”. Isto é, o jornalista repete um termo que assume ser desqualificador e que  não acrescenta qualquer valor informativo, a não ser precisamente  desqualificar “o acordo de esquerda”.

Pode pensar-se que é irrelevante que os jornalistas chamem “geringonça” aos acordos dos partidos de esquerda, mas não o é. Significa  que o jornalismo é cada vez menos rigoroso e imparcial, confundindo-se crescentemente com opinião política, porque ao repetirem a picardia de Pulido Valente e de Portas  os jornalistas estão  a replicar o sentido negativo que estes deram à expressão.

Pacheco Pereira não considera a palavra “geringonça”  “tão pejorativa como eles pensam”. Mas propõe “outra simétrica para o governo PSD-CDS, muito menos ambígua e que não há imaginação criadora que lhe encontre qualquer sentido positivo: a avantesma.”

Ora, aí está um desafio para comentadores e jornalistas que pretendam ser isentos: se querem usar o termo “geringonça” para se referirem aos acordos de esquerda arranjem também um para os partidos de direita.

Ou talvez fosse mais adequado guardarem  as graçolas para os humoristas.

Esta entrada foi publicada em Comunicação e Política, Jornalismo com as etiquetas . ligação permanente.

5 respostas a Os jornalistas e a “geringonça”

  1. abilio diz:

    Trata-se de uma comandita de comedores do suor.de quem trabalha!!!

  2. Teófilo Braga diz:

    Eduardo Bramão: Só faltava dizer: “da judiaria internacional”. Acho que é justo que a imprensa esteja presentemente dominada pela direita (algo que não contesto) posto que esteve décadas a fio dominada pela esquerda revolucionária. Mas isso não o incomoda, não é?

  3. carlosalvares diz:

    Bom comentário. Mas….como se costuma dizer nestas circunstâncias, “eles manifestam-se” mas a caravana passa Carlos Patrício Álvares (Chaubet).

    No dia 15 de fevereiro de 2016 às 15:32, VAI E VEM escreveu:

    > estrelaserrano@gmail.com posted: “Vasco Pulido Valente com o azedume e o > radicalismo que caracterizam os seus textos de opinião (não confundir com a > sua obra científica) resolveu um dia chamar “geringonça” ao PS, na > sequência das “primárias” que deram a vitória a António Costa. Paulo Port” >

  4. Eduardo Bramão diz:

    O jornalismo actual caracteriza-se pele mais rasteira e imbecil subserviência ao medíocre ideário da direita reaccionária. Que, todos juntos, não passam de uma corja de pequenos e desprezíveis moços de fretes das entidades autoritárias e anti-democráticas da chamada. U.E. ao sabor dos interesses especuladores da finança europeia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s